Sinta-se convidada e convidado para conhecer este novo design que promove o despertar do autoconhecimento por meio da poesia.

Educação e Poesia como caminho para a Cura

A fonte é a mesma: o coração… 

Sim, o “amor” é a energia básica de uma poesia, do ato de educar ou de uma verdadeira Cura…  Por quê?  É sabido que a palavra educação deriva-se do latim “educere” que significa “tirar de dentro”… “Tirar de dentro” de um aluno somente é possível atuando com o “coração”… Simplesmente “trazer de fora” é o que a maioria faz resultando nos problemas vividos na Educação… 


E poesia? Não será do “mais dentro” de cada poeta, que ela surge? Do “coração”? 


E a “Cura”? Se inconscientemente uma tristeza ou ansiedade geram uma doença, claro que conscientemente o Amor por si mesmo gerará uma autocura…   


Assim o encontro de poesia, educação e cura diz respeito à percepção profunda de si mesmo no que tange a “amorosidade” presente no “mais dentro de cada um”. 


Será verdade? 


O grande mistério a ser enfrentado, quanto a esta temática, diz respeito à resposta da mais profunda indagação: “quem sou eu”? Sócrates já dizia há mais de dois mil anos tratar-se do “principio de toda a sabedoria”… O famoso “conhece-te a ti mesmo”… 


Ora, como pode um Educador afastar-se de tal “principio”? Será “cego, conduzindo cegos”… 

Assim, seja no desenvolvimento do ato de educar, seja na criação de um texto poético há de haver sempre um mergulho profundo no autoconhecimento… “Tirar” do mais dentro… Será uma percepção da unidade da Vida que vai originar a visão interdisciplinar… Será a consciência do “Ser” para que ocorra o “Fazer”, como diz Goswami… 

Por que o “amor” é o ponto de partida, seja da poesia, da educação ou ainda da Cura? 

Porque o mistério da resposta ao “quem sou eu?” está vinculado a metáfora do “amor”… 

(…)

Ruy Cezar do Espírito Santo

Inscreva-se gratuitamente para participar do 1º ENCONTRO. Clique AQUI.