Mas,
afinal, vale a pena ser gentil? Para a ciência, a resposta é sim. Em um estudo
da Universidade da Califórnia, a psicóloga Sonja Lyubomirsky pediu aos
participantes que praticassem ações gentis durante dez semanas. Todos
registraram aumento na felicidade durante o estudo. Os que praticaram ações
variadas, como se oferecer para ajudar a lavar a louça, fazer elogios ou
segurar a porta aberta para um estranho passar, registraram níveis mais altos e
prolongados de felicidade, em comparação com quem repetiu sempre a mesma
atitude com diferentes pessoas. “Gentileza e boa vontade estão
relacionadas à felicidade e as pessoas que tentam ser mais gentis no dia a dia
tendem a experimentar mais emoções positivas e se tornaram mais alegres”,
afirma Sonja. O mecanismo que explica essa relação foi mais esclarecido por um
estudo da Universidade Hebraica, em Israel, de 2005. A gentileza está ligada ao
gene que libera a dopamina, neurotransmissor que proporciona bem-estar. Leia mais…

Fonte: Isto É