Você pertence a uma equipe no sentido mais amplo? Estar em uma equipe é um resultado de se sentir parte de algo maior do que você e tem muito a ver com a sua compreensão sobre missão e objetivos da sua organização.
Em um ambiente de trabalho, você não apenas contribui para o sucesso global da organização, como também atua com outros membros e estes geram resultados.
Mesmo que você tenha uma função de trabalho específico ou trabalhe em um determinado departamento, o qual está unificado com outros membros para alcançar os objetivos globais, sua função existe para criar algo maior.
Desenvolver um time é diferente de construir uma efetiva equipe de trabalho focado; é preciso considerar algumas abordagens que possam superar expectativas e acima de tudo corresponder às ações que destinamos.
Executivos, gerentes e membros da organização universalmente exploram formas de melhorar os resultados do negócio e de rentabilidade. Muitos vêem o time de forma horizontal e esquecem dos colaboradores na criaçãoque estão por trás.
Não importa o que vocês chamam de esforço: a melhoria contínua está diretamente ligada aos resultados para os clientes.
Poucas organizações, porém, estão totalmente satisfeitas com os resultados de seus esforços. Se estes não estão à altura das expectativas, seguramente você estará nesta lista de auto-diagnóstico por assim dizer. Para formar uma equipe completa, é primordial dar atenção a cada um dos itens abaixo:

1. Expectativas

  • Existe uma liderança claramente unificada com o desempenho da equipe?
  • Os membros da equipe entendem porque as metas foram criadas?

2. Contexto

  • Os membros da equipe compreendem porque estão lá?
  • Será que eles entendem como a estratégia de usar equipes ajudará a organização atingir os seus objetivos?
  • Membros da equipe podem definir a importância para o cumprimento das metas?

3. Compromisso

  • Os integrantes da equipe desejam estar nela?
  • Eles sentem como a missão é importante?
  • Estão aptos a cumprir com os resultados esperados?
  • Até que ponto eles percebem o quão valiosa é sua atuação não só para a organização, mas com suas próprias carreiras?
  • A equipe espera que suas habilidades cresçam e se desenvolvam no decorrer do percurso?
  • Os membros da equipe se sentem estimulados e desafiados pela oportunidade do próprio time?

4. Controle

  • A equipe possui liberdade e autonomia para desenvolver suas habilidades, mas ao mesmo tempo os integrantes compreendem claramente os seus limites?
  • Até onde podem ir em busca de soluções? Ou seja, recursos monetários e tempo, definidas no início do projeto antes que a equipe encontre barreiras e refaça as tarefas?
  • Existe um processo de análise definida e estas alinhadas na direção e propósito corretos?
  • Existe respeito sobre o cronogramas de projetos, compromissos e resultados?
  • A organização possui um plano para aumentar as oportunidades de auto-gestão entre os membros presentes?

6. Colaboração

  •   Existe uma compreensão a respeito do processo criativo do grupo?
  • Todos os membros estão de acordo com as funções e responsabilidades atribuídas?
  • Foi denominado alguém para gerenciar crises e regras de conduta em áreas como a resolução de conflitos, decisão por consenso e a reunião de gestão?

7. Comunicação

  • Existe um método estabelecido a respeito do feedback?
  • Será que a organização fornece informações importantes regularmente?
  • Os membros se comunicam de forma clara e honesta com os outros?
  •   A equipe traz a diversidade de opiniões para a mesa?

8. Inovação criativa

  • A organização está realmente interessada em mudar o atual cenário da empresa?
  • Existe o pensamento mútuo de criar e trazer soluções originais?
  • A empresa está apta a proporcionar formação complementar e viagens de campo quando necessárias para estimular a equipe?

9. Consequências

  • Os membros da equipe se sentem responsáveis e responsabilizados pelas realizações obtidas?
  • De que forma é reconhecida quando as equipes são bem sucedidas?
  • O risco é razoável, respeitado e incentivado na organização?
  • Os membros da equipe gastam o seu tempo apontando o dedo ao invés de resolver os problemas?

10. Coordenação

  • Existe um organograma central que ajuda os grupos no que precisam para obter sucesso?

11. Mudança cultural

  • A organização visualiza que a equipe de colaboração pode de fato mudar o cenário comercial da empresa?
  • A organização reconhece que, quanto mais ela mudar o clima para apoiar as equipes, mais modificará positivamente o cenário comercial da empresa?
Nem sempre é fácil fazer parte de processos de decisão na empresa, pois haverá sempre alguém pouco ou nada disposto a cooperar. Porém, querendo ou não, somos parte integrante de um conjunto e com isso somamos as decisões ao invés de concentrá-la em nós mesmos.
O imprescindível neste cenário é dedicar tempo e habilidade para gerenciar nossas atitudes como membros de equipe e acima de tudo doarmos tempo e atenção em cada uma dessas dicas para garantir que a equipe de trabalho contribua de forma mais eficaz para o sucesso da empresa.